Qual o melhor método para tratar varizes?

download

A pergunta feita com mais frequência nos consultórios é sobre qual o melhor método de tratamento para as varizes: “Cirúrgico com a remoção total da veia varicosa” ou “Clínico com aplicações de esclerosantes para secar as varizes”?

A resposta, claro, quem vai dar é o próprio corpo do paciente, em função de seu quadro clínico vascular. Todo profissional diante de um paciente com comprometimento vascular vai procurar avaliar, na totalidade, o quadro clínico angiológico. Diante de evidências de comprometimento de seu sistema venoso, que mostrem a necessidade do tratamento cirúrgico, este deverá ser indicado. Mas, uma boa notícia: com a grande evolução no ato cirúrgico já é possível a retirada da varizes até sem necessidades de cortes.

Do mesmo modo, se a avaliação não evidenciar um comprometimento vascular mais importante, a indicação será por um tratamento clínico localizado, que pode ser feito a partir de aplicações de injeções ou laser nas varizes aparentes. Portanto, independentemente do tipo de tratamento adotado, o mais importante é procurar um médico especializado que deverá realizar uma boa avaliação sobre a sua saúde.

Varizes e futebol

Soccer Player Dribbling Between Defenders

Já é sabido que praticar atividades físicas faz bem à saúde. No entanto, existe a necessidade de ficar atento, uma vez que os praticantes de futebol, no decorrer da partida, são submetidos a piques de corrida, saltos, encontrões, quedas e caneladas. Mas, qual o problema? É simples: devido a esta série de impactos abruptos, ficam as pernas mais vulneráveis ao acometimento de transtornos vasculares e varizes.

Se você é praticante de futebol ou demais esportes de impactos ou sobre carga e notar o surgimento de varizes ou desconfortos, como peso e cansaço nas pernas, procure o quanto antes fazer uma avaliação vascular especializada. Agora, se já possui varizes ou familiares diretos portadores de varizes, antes mesmo de iniciar estes esportes de impacto, procure um serviço médico e faça sua consulta vascular preventiva.

Deste modo, todos os praticantes que vão colocar suas pernas à prova devem priorizar um bom par de meias, associado às caneleiras e ataduras. Estes itens serão fundamentais na proteção de suas pernas, visto que os choques são inevitáveis. Não se esqueçam, ainda, de fazer um bom alongamento antes de jogar e, após cada partida, um bom repouso com pernas elevadas.

Continue a se exercitar e a praticar esportes regularmente! Faça com a orientação de profissionais da área e tenha sempre o angiologista como um aliado na promoção da sua saúde e bem estar!

Varizes: se cuide antes mesmo delas aparecerem

Aprenda-a-evitar-o-aparecimento-das-varizes

Se você possui pernas belas e saudáveis, parabéns e agradeça a sua boa genética vascular. No entanto, não pense que, por este motivo, deve descuidar ou se preocupar menos com a saúde. Nossa dica é começar já a se precaver de vários desconfortos estéticos no futuro, principalmente para os que possuem familiares diretos varicosos ou que trabalham em posição estática por longos períodos.

Mas, como fazê-lo?

Preste atenção a certas posturas e excessos que submetemos ao nosso corpo no dia a dia. Estes fatores associados acabam por desenvolver varizes em maior escala do que aquelas que eventualmente teríamos decorrente do avançar da idade, gestação, acidentes e outros. Fique atento às recomendações:

  • Procure se hidratar corretamente, pois seu corpo é na maior parte formado de água e suas células bem hidratadas ajudarão a preservar o bom funcionamento geral de suas estruturas vasculares.
  • Dentro de todo possível, se movimente normalmente, fazendo sua caminhada de pelo menos 30 minutos DIARIAMENTE. E no decorrer do dia evite ficar por longos períodos parado de pé ou sentado. Movimente as pernas, levante-se e caminhe pela sua sala com salutar regularidade.
  • Repouse com as pernas elevadas, principalmente ao final do dia, e sempre que possível faça uma boa massagem corporal com destaque para estimular o retorno venoso de suas pernas.

Essas dicas podem te ajudar bastante, mas, lembre-se: procure fazer uma consulta com um angiologista. Ele será muito mais efetivo no seu tratamento na medida em que você o procure com antecedência.

Outono, um ótimo momento para iniciar seu tratamento vascular

depilacao

O Outono chegou e trouxe com ele os dias de sol quente e vento gelado à noite, anunciando que, em breve, a estação mais fria do ano também baterá à porta. Por isso, a dica de hoje é aproveitar o período ameno para tratar com tranquilidade as varizes.

Mas, por quê? Eu digo isso porque as varizes são decorrência, em geral, de predisposição genética. São veias fracas, que se rompem quando submetidas a esforços como ficar muito tempo em pé. E. durante o tratamento, tomar sol com hematomas e pontos pode manchar as pernas. Além disso, neste período mais fresco é também é mais confortável usar meias elásticas.

Assim, se você tem varizes, procure um médico. Quando o verão chegar, você estará pronta para desfrutar de sua praia e seu lazer sem precisar esconder suas pernas e, o melhor, cheia de saúde.

30 minutos de exercício físico por dia não previne doenças

shutterstock_153769820

O tempo que uma pessoa permanece sentada diariamente está associado a um aumento do risco de doenças cardíacas, diabetes, câncer e morte. Pelo menos é o que diz uma meta-análise da revista Annals of Internal Medicine, de janeiro.

Os autores deste estudo, intitulado “Sedentary Time and Its Association With Risk for Disease Incidence, Mortality, and Hospitalization in Adults”, analisaram 46 artigos publicados até agosto de 2014 para determinar a relação entre o tempo de sedentarismo e todas as causas de internações, mortalidade, doenças cardiovasculares, diabetes e câncer em adultos, independente da atividade física.

É fato que evitar um estilo de vida sedentário e fazer exercícios regularmente são muito importantes para a melhoria da saúde e sobrevivência. No entanto, a atividade física durante 30 minutos por dia e levar uma vida sedentária durante 23h30 não são suficientes para reduzir o risco de doença e de morte prematura.

Seu principal investigador, Dr. David Alter, revela que uma pessoa, em média, leva mais de 12 horas de sua vida diária em atividades sedentárias: dirigir um carro, no trabalho ou jogar no computador e assistir televisão mais do que quatro ou cinco horas por dia. Portanto, recomenda a redução como, pelo menos, duas ou três horas a imobilidade do corpo, com as seguintes atividades: incorporar mais exercício diário e trabalhar até de uma cadeira ou andando de um a três minutos a cada meia hora. Ele também expressou que quando assistindo televisão na casa deve ficar de pé ou caminhar durante os comerciais.

 Angiologia e Cardiologia

shutterstock_130682090

O médico cardiologista estuda o coração, fazendo exames do tipo como eletrocardiograma, holter e eletrocardiografia. A angiologia também é relacionada à cardiologia, pois muitas vezes o médico especializado nesta área pode detectar o problema antes da consulta e da necessidade de procedimentos operatórios.

No entanto, problemas cardíacos não são os únicos estudados pelo médico especializado em angiologia. Também são tratadas:

Arteriosclerose – depósito excessivo de gordura, cálcio e outros elementos das artérias, fazendo com que a irrigação do sangue no corpo seja menor;

Insuficiência Vascular Cerebral  – obstrução das artérias vertebrais, que em seguida causam o acidente vascular cerebral;

Trombose Venosa Profunda – doença da coagulação do sangue nas veias, quando os vasos sanguíneos levam o sangue de volta ao coração em momento ou local desnecessário ou inadequado;

Trauma Vascular – destruição dos vasos sanguíneos, interrompendo o oxigênio nos tecidos, podendo levar á óbito;

Vasculite – inflamação dos vasos sanguíneos, podendo causar inflamação ou necrose;

Erisipela e linfagite – inflamação do derma e dos vasos linfáticos respectivamente, causando ferimentos na pele;

Aneurisma arterial – a dilatação e o enfraquecimento das artérias.

A angiologia é uma área da medicina muito importante, pois o médico nela especializado cuida dos vasos, artérias e das doenças que podem ser encontradas nessa parte do sistema circulatório, o mais importante para a sobrevivência dos seres vivos.

A importância do angiologista

shutterstock_154662227

A angiologia é a parte da medicina que estuda e trata das doenças dos vasos sanguíneos e dos vasos linfáticos. Atua juntamente com a cirurgia vascular, sendo este o modo de tratamento para as doenças detectadas pelo médico especializado. No Brasil, a angiologia não é reconhecida por si só, sendo unificada à Cirurgia Vascular. Em outros países como a França, porém, é conectada à Cardiologia. Embora, haja registro de termos referentes às doenças cardiovasculares no Papiro de Ebers, datado de 1.550 a.C, hoje em dia a especialidade é pouco reconhecida. Por isso, no post de hoje, vamos tratar a importância do angiologista.

O que faz um angiologista?

O médico especializado em angiologia é responsável por tratar de doenças vasculares que não necessitam de tratamento por meio de cirurgia, enquanto o cirurgião vascular realiza operações para corrigir artérias, veias e vasos linfáticos. As duas profissões estão sempre relacionadas.

Mas, de que modo a angiologia e a cirurgia vascular estão relacionadas?

Angiologia e Cirurgia Vascular

O médico especializado em angiologia é responsável por tratar de doenças vasculares que não necessitam de tratamento através de cirurgia, enquanto o cirurgião vascular realiza operações para corrigir artérias, veias e vasos linfáticos. As duas profissões estão sempre relacionadas.

Onde entra a cardiologia nestas relações?

Este será o tema do post de quinta-feira. Combinado?

40% da população adulta brasileira apresenta alguma doença crônica

101514753

Vejam que dado mais preocupante em relação a saúde…

“Cerca de 40% da população adulta brasileira, o equivalente a 57 milhões de pessoas, sofre de pelo menos uma doença crônica não transmissível (DCNT), segundo dados inéditos da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS). O levantamento, realizado pelo Ministério da Saúde em parceria com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2013, revela que essas enfermidades atingem principalmente o sexo feminino (44,5%).” – A informação foi retirada da matéria de Juliana Conte, publicada no site do Doutor Drauzio Varella. (Clique aqui para ler)

Entre as doenças crônicas não transmissíveis estão a hipertensão arterial, o diabetes, o colesterol elevado e a depressão.

Esses dados são realmente alarmantes. Já passou da hora de repensarmos nos nossos hábitos! A saúde e a qualidade de vida merecem mais atenção e cuidado!

Vale lembrar que essas doenças estão associadas ao consumo abusivo de álcool, ao tabagismo, ao excesso de peso e a má alimentação e ao sedentarismo.

Precisamos assumir a nossa responsabilidade começando com pequenas mudanças de hábito, como utilizar as escadas ao invés de elevadores, incluir mais frutas e verduras em nossas refeições e o principal: encarar o dia-a-dia e os problemas da vida com bom humor!

Informe da SBACV-SP sobre Aneurisma da Aorta na Revista Veja!

Veja a página da SBACV-SP (Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular de São Paulo) que será divulgada na VEJA SP – capital e interior neste final de semana. Este projeto, idealizado pela Regional São Paulo, inclui 7 matérias que devem ser publicadas quinzenalmente, ou com intervalos maiores dependendo da logística da própria editora.

A próxima matéria versa sobre Aneurisma de Aorta. Nas edições anteriores, foram apresentados temas como doença carotídea, TVP e pé diabético. Nas próximas matérias os temas serão: insuficiência venosa, , obstrução arterial periférica e linfedema.

unnamed

Meia elástica errada pode piorar ao invés de ajudar!

2841_Ampliadao são raros casos de pessoas que compram meias elásticas de compressão sem orientação médica. O resultado deste fato é que muitos se queixam de que a meia está apertada demais e logo desistem de usá-la.

Por isso, o ideal é contar com a ajuda de um especialista. Apenas um angiologista ou cirurgião vascular poderá prescrever a medida adequada para cada paciente. Embora a meia auxilie a diminuir o cansaço nas pernas, ela não deve ser usada por pessoas que não apresentem problemas de circulação venosa. Segundo o doutor Luiz Marcelo Aiello Viarengo, apesar de ser apertada, a meia elástica possui características de compressão, chamada de compressão graduada, que favorece muito a circulação venosa, protegendo o paciente em relação às varizes e aos sintomas delas decorrentes.

A compressão ajuda a bombear o sangue nas pernas com mais velocidade, melhorando o retorno do sangue para coração. Assim, a meia elástica não deixa a perna inchar, causando sensação de alívio e maior conforto.

No entanto, é preciso atenção: nunca compre a meia apenas pelo tamanho do pé! Lembre-se: a meia elástica de compressão é como um antibiótico. O médico é o único capaz de analisar corretamente qual deve ser a compressão da meia, tamanho e modelo, para que possam trazer resultados efetivos no tratamento.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 394 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: