Doenças cardiovasculares vão além do infarto

 

shutterstock_245172319

Ao sinal de uma dor forte no peito imediatamente associamos o sintoma com um possível infarto. No caso de homens, a dor intensa neste local, realmente, é um sintoma que merece atenção e que pode caracterizar um infarto agudo do miocárdio. Nas mulheres, os sintomas do infarto são um pouco diferentes, como falamos na semana passada.

Entretanto, existem outras doenças coronárias que também devem ser levadas em consideração pela população. Conheça tipos de doenças cardiovasculares, que vão além do infarto:

Fibrilação Atrial: pouco conhecida pela população, essa doença é caracterizada pelo ritmo de batimentos cardíacos rápidos e irregulares dos átrios do coração. Ela acomete preferencialmente idosos acima de 70 anos e pessoas com problemas cardíacos. Se o problema não for controlado, pode provocar a formação de coágulos dentro do coração, que são expelidos durante o batimento cardíaco. Com isso, ocorre o entupimento das artérias que levam sangue para o cérebro, impedindo a circulação sanguínea. Esse quadro pode ocasionar um AVC. Controlar a pressão arterial, o diabetes e realizar atividade física moderada regularmente ajudam a prevenir o acidente vascular cerebral e outras complicações.

Sopro: é caracterizado como uma alteração no som que o sangue faz ao passar pelo coração e ou sistema vascular. Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia, cerca de 80% das crianças tem algum tipo de sopro ao longo da vida. Nem sempre o problema está relacionado a um problema cardíaco, mas deve ser investigado.

Doença vascular periférica: é ocasionada pelo depósito de gordura com obstrução das artérias periféricas do corpo. Normalmente, os portadores desta doença, sentem dificuldade para caminhar associada com dormência nos membros inferiores e queda de temperatura local.

Angina: quando falta oxigênio no coração ocorre uma dor intensa no peito, braço ou nuca. Essa dor surge, geralmente, após ter sido feito algum esforço físico. É uma manifestação da doença arterial coronária, que é a formação de placas de gordura nas artérias do coração. A evolução do caso da angina pode causar um infarto. Os sintomas são muito parecidos.

Insuficiência cardíaca: Falta de ar, cansaço extremo, tosse seca em posição deitada, taquicardia em repouso e falta de apetite são os principais sintomas deste problema, que ocorre quando o coração não consegue bombear com eficiência todo o sangue pelo sistema circulatório.

Em sinal de qualquer sintoma que possa vir a ser uma doença cardiovascular, procure acompanhamento médico. A realização de exames preventivos também é indispensável. Entre os métodos de diagnósticos mais comuns utilizados para esses casos estão ecocardiograma, eletrocardiograma, teste ergométrico, cateterismo cardíaco, holter 24 horas e monitor cardíaco portátil.

Anúncios