Doenças do coração: um perigo silencioso

 

shutterstock_87196792

Ao pensar em doenças cardiovasculares, principalmente infarto do miocárdio, logo associamos o problema às dores fortes no peito que podem ocasionar a morte súbita. O raciocínio não está errado. Porém, em muitos casos, esse mal é silencioso, o que caracteriza uma das formas mais perigosas de manifestação das doenças cardíacas. Ou seja, quando descoberta, pode ser fatal.

É comum ouvir relatos de vítimas de infarto reforçando que há algum tempo estavam sentindo uma pequena pressão no peito e fadiga ao subir uma escada, por exemplo. Mas não deram importância ao sintoma, já que não era intenso e agudo.

Prevenção é a melhor saída

A mudança de hábitos alimentares e do estilo de vida é uma alternativa que deve ser adotada para quem quer ter uma vida com mais qualidade e saúde e preservar o órgão cardíaco. A prática regular de exercícios, no mínimo três vezes por semana e com intensidade moderada, além da eliminação de alimentos gordurosos e ricos em açúcares são indicados para diminuir os índices de colesterol, triglicérides, controlar o diabetes e a hipertensão. Esses fatores impulsionam o surgimento de problemas do coração quando fora de controle. Além disso, realizar check-ups preventivos, ao menos uma vez por ano, também é uma medida importante.

Para evitar complicações mais sérias, não ignore qualquer indício que possa aparentar um problema cardíaco. Programe-se para fazer um acompanhamento médico com frequência e passe a dedicar mais tempo cuidando de sua saúde. O benefício é exclusivo para você.

 

Anúncios