Hereditariedade pode ser a causa de doenças cardiovasculares?

 

shutterstock_345818213

Essa é uma preocupação constante na vida de pessoas que têm histórico familiar de problemas cardiovasculares. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), as doenças cardiovasculares são as principais causas mundiais de morte. No Brasil, 300 mil pessoas morrem anualmente, ou seja, um óbito a cada dois minutos é causado por esse tipo de enfermidade.

Além dos fatores biológicos, hábitos como tabagismo, sedentarismo, má alimentação e alto índice de gordura abdominal também influenciam no desenvolvimento das doenças cardiovasculares. A boa notícia é que ao mudar os hábitos alimentares, evitando alimentos industrializados, gorduras e introduzindo na dieta frutas, vegetais e carnes brancas e, também o estilo de vida, inserindo a prática de pelo menos 30 minutos diários de atividades físicas em ritmo moderado, as chances de desencadeamento desses problemas reduzem significativamente.

Entre as doenças cardiovasculares mais comuns estão:

  • Infarto agudo do miocárdio: tem como principais sintomas a forte dor no peito, podendo irradiar para o braço esquerdo, acompanhada de suor excessivo, falta de ar e mal-estar. Importante ressaltar que embora estes sejam ossintomas mais comuns do infarto, outros sinais como dores fortes nas costas e no queixo também são característicos. Nas mulheres, os sintomas são parecidos podendo também apresentar dor forte na boca do estômago, acompanhado de náuseas e fadiga intensa. Assim que iniciarem os sintomas é recomendado procurar atendimento médico imediato, já que após 12 horas do início dos sintomas, o músculo cardíaco quase não tem mais chance de recuperação.
  • Doença vascular periférica: é ocasionada pelo depósito de gordura com obstrução das artérias periféricas do corpo. Normalmente, os portadores desta doença, sentem dificuldade para caminhar associada com dormência nos membros inferiores e queda de temperatura local.
  • Acidente Vascular Cerebral (AVC): o acúmulo de placas de gorduras depositas nos vasos sanguíneos cerebrais pode causar a obstrução do vaso cerebral intracraniano e a partir da ruptura desta placa ou de fenômenos embólicos (trombo que pode se deslocar de outro lugar) a pessoa pode sentir fortes dores de cabeça, acompanhada de tontura e paralisação de membros e até da face. O socorro imediato é importante para evitar sequelas e aumentar as chances de sucesso no tratamento.
  • Angina: quando falta oxigênio no coração ocorre uma dor intensa no peito, braço ou nuca. Essa dor surge, geralmente, após ter sido feito algum esforço físico. Trata-se de uma manifestação da doença arterial coronária, que nada mais é do que a formação de placas de gordura nas artérias do coração. A evolução do caso da angina pode causar um infarto. Os sintomas são muito parecidos.
  • Insuficiência cardíaca: Falta de ar, cansaço extremo, tosse seca em posição deitada, dificuldade para dormir com travesseiro baixo, inchaço das pernas, taquicardia em repouso e falta de apetite são os principais sintomas deste problema, que ocorre quando o coração não consegue bombear com eficiência todo o sangue pelo sistema circulatório.

Ao sinal de qualquer sintoma que possa vir a ser uma doença cardiovascular é muito importante procurar acompanhamento médico. A realização de exames preventivos também é indispensável.

Anúncios